segunda-feira, fevereiro 28, 2011

Basta!




Estou farta de discursos de desvalorização
De condenações...
De momentos no limiar do absurdo
Que quase me levam à loucura
De humilhações!
De culpabilidades!
Momentos de uma vida sem luz de gratidão
Cansei-me de não encontrar retorno
De implorar...
E de meus apelos se escoarem no eco.
De traição!
De desclassificação dos meus valores
De escárnio e de intenções programadas!
Sinto minha auto estima presa a correntes pesadas
Também sinto que tudo dei
Que tudo perdi.
Apenas em busca de paz,
Deixem-me seguir.
Mesmo ainda não sabendo por onde...

domingo, fevereiro 27, 2011

Re-blogando - AMOR E AMIZADE


Sempre busquei entender o que diferenciava os relacionamentos de amor, dos de amizade, a ponto de garantir uma estabilidade infinitamente maior a esse último. Falo de amizades e não de coleguismos. Falo de amor entre parceiros e não de paixão passageira.
O amor está contido na  amizade, assim como a amizade contém o amor. Então porque manter uma relação a dois, não é simples como manter uma amizade?
Para começar, os amigos não se sentem proprietários um do outro, não se cobram por telefonemas que não foram dados, nem exigem a lembrança de uma data que passou a fazer parte do calendário mundial(!), apenas porque foi naquele dia que conheceram-se. Amigos simplificam a relação. Sabem-se especiais, confidentes, seguros e à vontade um com o outro. Formam um casal de duas pessoas livres. Não é assim nos relacionamentos amorosos, onde a busca fantasiosa, é tornar-se um só, acatando ou refutando de forma uníssona o mundo. Despersonificando, tolhendo, calando o outro, em prol da vida a dois. Nesse tipo de relação, ambos coisificam-se, e terminam por ter ali, a seu lado, uma extensão de seus projetos e não um ser humano.
Outra grande diferença é que amigos não se modificam para agradar o outro, nem fingem ser quem não são, nem gostar do que não gostam, viabilizando assim, o poder de conquista. Isso é um erro fatal. As mulheres especialmente, simulam a ponto de perderem-se de si mesmas.
Amigos não tentam agradar fingindo que amam música clássica. O máximo do "sacrifício" feito em nome da amizade, é ir com o outro ao concerto, com a promessa de irem juntos, no dia seguinte, ao pagode. Tudo isso, com sorrisos no rosto. Isso é concessão, não sacrifício.
Amigos amam, sem antes antever o que será do outro, futuramente. Amam enquanto o outro ainda está atrás dos bastidores, sem nem se importar se um dia,  subirá ao palco.
Seria tão mais fácil se soubéssemos amar a dois, do modo como fazem os amigos.
A diferença fundamental entre esses dois tipos de casais é o desejo sexual e os projetos comuns. E isso é muito, pois amigos não sonham em construir uma casa de campo juntos, não possuem conta conjunta no banco, e  não fazem sexo, porque não se sentem atraídos fisicamente.
Enfim... na vida não existe perfeição, porque se existisse... viver um relacionamento a dois, com seu melhor amigo, certamente seria o paraíso.



Postado originalmente no blog da minha amiga conterrânea Marcela:
"Para Garotas que Querem se Casar" - uma lição de vida!
Não resisti e tive que "roubar"!!!

sábado, fevereiro 26, 2011

Em suas mãos...


Te amo para sempre
Embora não te ame o tempo todo...

Simplesmente... Mulher!



Eu não sirvo de exemplo para nada, mas, se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes. Sou a Miss Imperfeita, muito prazer. A imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como boa profissional, mãe, filha e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho minha grana, vou ao supermercado, decido o cardápio das refeições, cuido dos filhos, marido (se tiver), telefono sempre para minha mãe, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e mails, faço revisões no dentista, mamografia, caminho meia hora diariamente, compro flores para casa, providencio os consertos domésticos e ainda faço as unhas e depilação! E, entre uma coisa e outra, leio livros.

Portanto, sou ocupada, mas não uma workholic. Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres. Primeiro: a dizer NÃO. Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO. Culpa por nada, aliás. Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero. Pois inclua na sua lista a Culpa Zero. Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros. Seu pai e sua mãe, acredite, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram é que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho. Você não é Nossa Senhora.

Você é, humildemente, uma mulher. E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante. Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável. É ter tempo.

Tempo para fazer nada... Tempo para fazer tudo. Tempo para dançar sozinha na sala. Tempo para bisbilhotar uma loja de discos. Tempo para sumir dois dias com seu amor. Três dias. Cinco dias! Tempo para uma massagem. Tempo para ver a novela.. Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza...Tempo para fazer um trabalho voluntário. Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto. Tempo para conhecer outras pessoas. Voltar a estudar. Para engravidar. Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado. Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir. Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal. Existir, a que será que se destina? Destina-se a ter o tempo a favor, e não contra.

A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que, se não for super, se não for mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada. Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem. Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si. Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo!

Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente. Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir. Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela. Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C.

Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente, está precisando rever seus valores. E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante' .

(Texto na Revista do Jornal O Globo)
Martha Medeiros - Jornalista e escritora

Seguir em frente...


Não morrerei agora.

Seguirei firmemente pela estrada de tijolos amarelos 

até encontrar um coração, um cérebro 

e coragem para enfrentar a vida, 

pois perdi tudo isso pelo último caminho por onde andei. 

Mas ainda tenho pernas para andar por novas estradas...

Onde chegarei? 

Prefiro esperar para saber. 

Antecipar as dores que nos frustram, 

e antecipar as felicidades 

tiram delas o efeito surpresa.

Saber Amar

sexta-feira, fevereiro 25, 2011

Liberdade


"Soltar não é subtrair-me, mas perceber que eu não posso controlar os outros. Soltar não é tentar mudar os outros, mas dar o máximo de mim. Soltar não é corrigir, mas dar suporte. Soltar não é negar, mas aceitar. Soltar não é ajustar tudo de acordo com os meus desejos, mas aceitar cada dia como vier. Soltar não é parar de cuidar. Soltar é temer menos e amar mais."



segunda-feira, fevereiro 21, 2011

Boa Noite e Bons Sonhos

Fome de Amor


 
     Uma vez Renato Russo disse com uma sabedoria ímpar: "Digam o que disserem, o mal do século é a solidão" (já citei essa frase em uma crônica antiga, mas ela sempre volta)! 
      Pretensiosamente digo que assino embaixo sem dúvida alguma. Parem pra notar, os sinais estão batendo em nossa cara todos os dias. Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes, danças e poses em closes ginecológicos, chegam sozinhas e saem sozinhas. 
     Empresários, advogados, engenheiros que  estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos. 
     Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos "personal dance ", incrível. 
     E não é só sexo não, se fosse, era resolvido fácil, alguém duvida? Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho sem necessariamente ter que depois mostrar performances sexuais dignas de um atleta olímpico, fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormirem abraçados, sabe essas coisas simples que perdemos nessa marcha de uma evolução cega. Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção. 
     Tornamos-nos máquinas e agora estamos desesperados por não saber como voltar a "sentir", só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós. Quem duvida do que estou dizendo, dá uma olhada no site de relacionamentos ORKUT, o número que comunidadescomo: "Quero um amor pra vida toda!" "Eu sou pra casar!" até a desesperançada "Nasci pra ser sozinho!" Unindo milhares ou melhor milhões de solitários em meio a uma multidão de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis. 
     Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento e estamos a cada dia mais belos e mais sozinhos. Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário, pra chegar a escrever essas bobagens (mais que verdadeiras) é preciso encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa. 
     Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia é feio, démodé, brega. Alô gente! Felicidade, amor, todas essas emoções nos fazem parecer ridículos, abobalhados, e daí? Seja ridículo, não seja frustrado, "pague mico", saia gritando e falando bobagens, você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta mais (estou muito brega!), aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso à dois. Quem disse que ser adulto é ser ranzinza, um ditado tibetano diz que se um problema é grande demais, não pense nele e se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele. 
     Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo ou uma advogada de sucesso que adora rir de si mesma por ser estabanada; o que realmente não dá é continuarmos achando que viver é out, que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo ou que eu não posso me aventurar a dizer pra alguém: vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida. 
    Antes idiota que infeliz!
Arnaldo Jabor

Conquista



Descobri como é bom chegar quando se tem paciência. 
E para se chegar, onde quer que seja, 
aprendi que não é preciso dominar a força, mas a razão. 
É preciso, antes de mais nada, querer.

  

Aprendizado...

Reflexão do Dia - Tenha uma ótima semana!!!

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

Para Refletir - Uma ótima sexta-feira!!!



"É sempre mais fácil achar que a culpa é do outro

Evita o aperto de mão de um possível aliado, é...

Convence as paredes do quarto, e dorme tranqüilo

Sabendo no fundo do peito que não era nada daquilo."

Postado originalmente no Facebook de um amigo - MXS

quarta-feira, fevereiro 16, 2011

A Pessoa Errada







Pensando bem, em tudo o que a gente vê, e vivencia, e ouve e pensa, 

não existe uma pessoa certa pra gente 
Existe uma pessoa que, se você for parar pra pensar é,
na verdade, a pessoa errada 
Porque a pessoa certa faz tudo certinho 
Chega na hora certa, 
Fala as coisas certas, 
Faz as coisas certas, 
Mas nem sempre a gente tá precisando das coisas certas 
Aí é a hora de procurar a pessoa errada 
A pessoa errada te faz perder a cabeça 
Fazer loucuras 
Perder a hora 
Morrer de amor 
A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar 
Que é prá na hora que vocês se encontrarem 
A entrega ser muito mais verdadeira
A pessoa errada, é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa 
Essa pessoa vai te fazer chorar 
Mas uma hora depois vai estar enxugando suas lágrimas 
Essa pessoa vai tirar seu sono 
Mas vai te dar em troca uma noite de amor inesquecível 
Essa pessoa talvez te magoe
E depois te enche de mimos pedindo seu perdão 
Essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado 
Mas vai estar 100% da vida dela esperando você 
Vai estar o tempo todo pensando em você 
A pessoa errada tem que aparecer pra todo mundo 
Porque a vida não é certa 
Nada aqui é certo 
O que é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo 
Amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo, querendo, conseguindo 
E só assim é possível chegar àquele momento do dia 
Em que a gente diz: "Graças à Deus deu tudo certo
Quando na verdade 
Tudo o que Ele quer 
É que a gente encontre a pessoa errada 
Para que as coisas comecem a realmente funcionar direito prá gente.
Nossa missão:
Compreender o universo de cada ser humano, 
respeitar as diferenças,
brindar as descobertas, 
buscar a evolução.  


Quando a gente acha que tem todas as respostas,
vem a vida e muda todas as perguntas ...  
  



(texto formatado e postado originalmente AQUI)

Re- blogando: Felicidade - Uma Questão de Atitude!

FELICIDADE - UMA QUESTÃO DE ATITUDE!

Autor: Fatyma Moraes

 

felicidade.jpgA felicidade é uma gama de emoções  e sentimentos que vai  desde o contentamento ou satisfação até à alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem ainda o significado de bem-estar ou paz interna. Em linguagem comum, quando se diz "estou feliz", expressamos uma emoção. Enquanto que ao dizer "sou feliz",  utilizamos o significado de bem-estar.

Existem diferentes abordagens ao estudo da felicidade e das suas causas, que têm sido usadas pela filosofia, a religião e a psicologia. O Homem sempre tem buscado a felicidade e tanto os filósofos como os religiosos sempre se dedicaram a encontrar as suas causas e em definir que tipo de comportamento ou estilo de vida aumenta o nosso nível de felicidade.

Estes pensadores acreditam que felicidade é tudo o que modernamente chamamos de bem-estar ou qualidade de vida, e não simplesmente como uma emoção. Neste sentido a felicidade é o que os gregos antigos chamavam de Eudaimonia, que está além do prazer. Trata-se de algo que não depende de um elemento externo ou transitório. A Felicidade vive em nós, é parte constituinte daquilo que somos e que nos tornamos com o exercício da construção humana.

Pesquisas recentes demonstram que a felicidade pode aumentar e se estender. E um novo e revolucionário movimento, a Psicologia Positiva, ensina como conseguir isso. Finalmente, chegou a hora e a vez de uma ciência que procura entender a emoção positiva, desenvolver força e virtude e oferecer orientação para o que Aristóteles chamou de "vida boa".  Em suas reflexões sobre ética, Aristóteles afirma que o propósito da vida humana é a obtenção do que ele chama de vida boa. Para Aristóteles, ser feliz e ser útil à comunidade eram dois objetivos sobrepostos, e ambos estavam presentes na atividade pública.

A Psicologia Positiva surge como uma alternativa, propondo que o foco deve mudar de ênfase "em consertar as piores coisas da vida para construir as melhores qualidades da vida". Um dos principais representantes desse movimento é o psicólogo Martin Seligman, professor da Universidade da Pensilvânia.

Pesquisadores afirmam que a psicologia positiva é o estudo científico das forças e virtudes humanas naturais, concentrando a atenção nas potencialidades, motivos e capacidades que fazem com que uma grande parte das pessoas se adaptem com sucesso nas mais variadas situações e circunstâncias. 

Essa corrente se baseia numa mudança básica de perspectiva: em vez de se concentrar nas falhas, o foco de atenção são as forças e virtudes das pessoas. É a partir daí que se ganha condições para superar tanto os obstáculos de agora como outros que poderão surgir. 

Seligman afirma que a missão da psicologia positiva é entender e fomentar os fatores que permitem que as pessoas, comunidades e sociedades possam prosperar, diferenciando assim a psicologia positiva da psicologia convencional que se dedica basicamente, desde a segunda guerra mundial, ao estudo dos problemas, das patologias e das disfunções.

Seja Feliz, inicie uma nova etapa em sua vida encontrando a felicidade que está dentro.  A felicidade não depende só do que acontece ao nosso redor  também depende do que acontece dentro de nós. Busque aprimoramento e conheça o coaching, processo facilitador para que você conquiste os resultados esperados em sua vida. Sorria, o Sorriso é o símbolo mais conhecido que representa a felicidade humana. 

VEJA AQUI  CARACTERÍSTICAS  DE UMA PESSOA FELIZ E MENTALMENTE SAUDÁVEL: Fonte: American Journal of Psychiatry, George Valliant

 • Está em paz com a própria identidade e com os sentimentos

• Está orientada para o futuro e é capaz de se manter produtiva

• Tem disposição mental que lhe permite conviver com o estresse

• É capaz de perceber a realidade sem distorções e manter a empatia

• É capaz de trabalhar, de amar, de se divertir ao mesmo tempo em que continua sendo uma pessoa eficiente na resolução de problemas.

http://www.artigonal.com/auto-ajuda-artigos/felicidade-uma-questao-de-atitude-3315441.html

Perfil do Autor

Master Coach, Terapeuta Holística, especializada em Coaching Espiritual que é baseado na premissa de que as pessoas são seres espirituais com uma infinita sabedoria interior. Juntamente com esta premissa, as técnicas utilizadas proporcionam um reposicionamento e uma nova maneira de enfrentar a si próprio e ao mundo em que vivem. A metodologia de Coaching Espiritual inclui: Processamento, diagnóstico de crenças limitantes, análise dos progressos, competências e habilidades, motivação, mudanças de comportamentos com atitudes que visam resolver conflitos, missão, valores e qualidade de vida. Certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching, a única no Brasil a ter certificação internacional e permissão para utilização das ferramentas desenvolvidas pelos mais conceituados instituto de Coaching no mundo, o Behavioral Coaching Institute (BCI) e o International Coaching Council (ICC).

Alpha Coaching pelo Worth Etic Corporation, Neuro Coaching pelo Neurocoaching Center.

Pacto com a Felicidade




                     De hoje em diante todos os dias ao acordar, direi:
                     Eu hoje vou ser Feliz!
                     Vou lembrar de agradecer ao sol
                     Pelo seu calor e luminosidade,
                     Sentirei que estou vivendo, respirando.




                     Posso desfrutar de todos os recursos da natureza gratuitamente.
                     Não preciso comprar o canto dos pássaros,
                     nem o murmúrio das ondas do mar.
                     Lembrarei de sentir a beleza das árvores, das flores.
                     Vou sorrir mais, sempre que puder.
                     Vou cultivar mais amizades e neutralizar as inimizades.
                     Não vou julgar os atos dos meus semelhantes ou companheiros
                     Vou aprimorar os meus.



                     Lembrarei de ligar para alguém para dizer que estou com saudades!
                     Reservarei minutos de silêncio,
                     para ter a oportunidade de ouvir.
                     Não vou lamentar nem amargar as injustiças,
                     Vou pensar no que posso fazer para diminuir seus efeitos.
                     Terei sempre em mente que um minuto passado, não volta mais.
                     Vou viver todos os minutos proveitosamente,



                     Não vou sofrer por antecipação prevendo futuros incertos,
                     Nem com atraso, lembrando de coisas
                     sobre as quais não tenho mais ação.
                     Não vou pensar no que não tenho e que gostaria de ter,
                     Mas em como posso ser feliz com o que possuo,
                     E o maior bem que possuo é a própria vida.



                     Vou lembrar de ler uma poesia e de ouvir uma canção,
                     Vou dedicá-las a alguém.
                     Vou fazer alguma coisa para alguém, sem esperar nada em troca,
                     Apenas pelo prazer de ver alguém sorrir.
                     Vou lembrar que existe alguém que me quer bem,
                     Vou dedicar uns minutos de pensamento para os que já se foram
                     Para que saibam que serão sempre uma doce lembrança,
                     até que venhamos a nos encontrar outra vez.



                     Vou procurar dar um pouco de alegria para alguém,
                     Especialmente quando sentir que
                     a tristeza e o desânimo querem se aproximar.
                     E quando a noite chegar, vou olhar para o céu,
                     para as estrelas e para o luar e 
                    Agradecer aos Anjos e a Deus, porque
                     Hoje Eu fui Feliz!

(Desconheço a autoria - mas seja quem for o autor, é magnífico!)

Viver não dói!



Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas,
mas das coisas que foram sonhadas
e não se cumpriram.

Por que sofremos tanto por amor?

O certo seria a gente não sofrer,
apenas agradecer por termos conhecido
uma pessoa tão bacana, que gerou
em nós um sentimento intenso
e que nos fez companhia por um tempo razoável,
um tempo feliz.

Sofremos por quê?

Porque automaticamente esquecemos
o que foi desfrutado e passamos a sofrer
pelas nossas projecções irrealizadas,
por todas as cidades que gostaríamos
de ter conhecido ao lado do nosso amor
e não conhecemos,
por todos os filhos que
gostaríamos de ter tido junto e não tivemos,
por todos os shows e livros e silêncios
que gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados,
pela eternidade.

Sofremos não porque
nosso trabalho é desgastante e paga pouco,
mas por todas as horas livres
que deixamos de ter para ir ao cinema,
para conversar com um amigo,
para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe
é impaciente conosco,
mas por todos os momentos em que
poderíamos estar confidenciando a ela
nossas mais profundas angústias
se ela estivesse interessada
em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu,
mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos,
mas porque o futuro está sendo
confiscado de nós,
impedindo assim que mil aventuras
nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e
nunca chegamos a experimentar.

Como aliviar a dor do que não foi vivido?

A resposta é simples como um verso:
Se iludindo menos e vivendo mais!!!

A cada dia que vivo,
mais me convenço de que o
desperdício da vida
está no amor que não damos,
nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca,
e que, esquivando-se do sofrimento,
perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável.

O sofrimento é opcional.

Carlos Drummond de Andrade

Nada é por acaso...


SEJA UM IDIOTA

A idiotice é vital para a felicidade.

Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins.

No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele.

Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.

Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo,soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?

hahahahahahahahaha!...

Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?

É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí,o que elas farão se já não têm por que se desesperar?

Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não.

Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa.

Dura, densa, e bem ruim.

Brincar é legal. Entendeu?

Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço,não tomar chuva.

Pule corda!

Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte.

Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável.

Teste a teoria. Uma semaninha, para começar.

Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são:
passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...

Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!

Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora?

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore,dance e viva intensamente antes que a cortina se feche!

Arnaldo Jabor

Recebi este texto de  um amigo, e caiu como uma luva para o meu momento. Obrigada, Vitta!!

terça-feira, fevereiro 15, 2011

Dicas para qualquer relacionamento!

  1. Escute conselhos;
  2. Faça uma viagem, sozinha;
  3. Divida uma folha de papel ao meio(de um lado, o que a relação tem de +, do outro de -)
  4. Estude primeiro;
  5. Trabalhe antes;
  6. Pense muito;
  7. Compare sua relação com todas as outras que lhe agradam;
  8. Siga sua intuição;
  9. Os opostos podem até se atrair, mas não devem ficar juntos e muito menos, se casar
  10. Não invista se perceber que o lucro provável parece menor do que o prejuízo possível;
  11. As coisas que você não agrada nele, não vão se modificar com o tempo
  12. Sensibilidade não combina com rudeza;
  13. Sexo é para perder o fôlego;
  14. Destino existe, mas ao lado dele está o seu livre arbítrio;
  15. Escolher com consciência é o único caminho de não se arrepender;
  16. Fuja de "olhos de ressaca"(já leu Dom Casmurro?);
  17. Evidências são evidências, não minimize isso;
  18. Só faça concessões, se ele também fizer em igual proporção;
  19. Avida não dá garantias, mas existem caminhos mais prováveis;
  20. É imprescindíuvel que a escala de valores dele seja próxima à sua.

Postado orginalmente por Marcela, aqui. Visitem seu blog, é lindo, vale a pena!

(des)Ilusão II

        
Tentei, porém nada fiz...
Muito, da vida, eu já quis.
  Já quis... 
mas não quero mais...

Cecília Meireles