segunda-feira, outubro 16, 2006

UMA HOMENAGEM AO MEU PAI

Quando eu não estava olhando

Pai, Quando você pensava que eu não estava olhando, eu vi você pegar o primeiro desenho que fiz e prendê-lo na geladeira, e, imediatamente, eu tive vontade de fazer outro para você. Quando você pensava que eu não estava olhando, eu senti você me dando um beijo de boa noite e me senti amado e seguro. Quando você pensava que eu não estava olhando, eu vi você tomando conta da nossa casa e de todos nós, e eu aprendi que nós temos que cuidar com carinho daquilo que temos e das pessoas que gostamos. Quando você pensava que eu não estava olhando, eu vi como você cumpria com todas as suas responsabilidades, mesmo quando não estava se sentindo bem, e eu aprendi que tinha que ser responsável quando eu crescesse. Quando você pensava que eu não estava olhando, eu vi lágrimas nos seus olhos, e eu aprendi que, às vezes, acontecem coisas que nos machucam, mas que não tem nenhum problema a gente chorar. Quando você pensava que eu não estava olhando, eu vi que você estava preocupado e eu quis fazer o melhor de mim para ser o que quisesse. Quando você pensava que eu não estava olhando foi quando, eu aprendi a maior parte das lições de vida que eu precisava para ser uma pessoa boa e produtiva quando eu crescesse. Quando você pensava que eu não estava olhando, eu olhava para você e queria te dizer: Obrigado por todas as coisas que eu vi e aprendi quando você pensava que eu não estava olhando! **Maktub

Homenagem ao meu pai, Olney, que é o exemplo de vida que eu gostaria de seguir, sempre... Foto do meu pai - Olney Figueiredo

Um comentário:

olney fig - mg disse...

Lindo texto; muito grato pela homenagem... nem sei se mereço.
Sei que procurei lhe dar os melhores conselhos e exemplos e, apesar das vicissitudes da vida, sempre confiei que vc, com sua capacidade e inteligência, será capaz de superá-las e alcançar o sucesso!!!